Logo 170.jpg
7  Fichas Técnicas Principal
Jogo a Jogo
Últimas FTs publicadas: 44, 52, 53, 58, 63, 64 e 87
  Mixto  2  x  1  Dom Bosco 44
   
  19/Outubro/1980  
  Campeonato Matogrossense - 2ª Fase  
  Local: José Fragelli (Cuiabá) Árbitro: Benedito Pio dos Santos  
  Renda: Cr$ 292.050,00 Público: 5.124  
  Gols: Bife 20, Toninho Campos 31 e Osni (pênalti) 43 do 1° Tempo.  
  Mixto: Ernâni, Gilmar, Miro, Folha e Jairo; Fabinho, Ademar (Golê) e Tostão; Marcinho, Bife e Toninho Campos.
  Técnico: Hélio Machado.  
  Dom Bosco: Mão de Onça, Cobrinha, Claudemir, Jurandir (Severo) e Amauri; Baiaco, Barga e Zequinha (Nina);
  Jaci, Osni e Escurinho.  
                   
  Mixto  2  x  0  União de Rondonópolis 52
   
  26/Novembro/1980  
  Campeonato Matogrossense - Final  
  Local: José Fragelli (Cuiabá) Árbitro: José Roberto Wright (RJ)  
  Renda: Cr$ 994.230,00 Público: 15.290  
  Gols: Ademar 17 e Bife 39 do 2° Tempo.  
  Mixto: Ernâni, Gilmar, Orlando Fumaça, Miro (Folha) e Jairo; Fabinho, Golê (Arildo) e Ademar;  
  Toninho Campos, Bife e Tostão. Técnico: Hélio Machado.  
  União Rondonópolis: Almeida, China, Mário Sérgio, Maurinho (Itiguira) e Nélson; Zé Coco, Chundi e Édson;
  Xaxá, Juari (Joãozinho) e Zuza. Técnico: Genésio do Carmo.  
  * O Mixto sagrou-se bicampeão matogrossense 1979/80.  
                   
  Mixto  1  x  1  Fluminense 53
   
  18/Janeiro/1981   
  Campeonato Brasileiro - Taça de Ouro - 1ª Fase  
  Local: José Fragelli (Cuiabá) Árbitro: Emídio Marques de Mesquita (SP)  
  Renda: Cr$ 1.315.000,00 Público: 10.775  
  Gols: Gilmar (contra) 25 e Toninho Campos 33 do 1º Tempo.  
  Mixto: Ernâni, Gilmar, Orlando Fumaça, Miro e Jairo (Luís Carlos Beleza); Fabinho (Udélson), Ademar e
  Tostão; Marcinho, Bife e Toninho Campos. Técnico: Hélio Machado.  
  Fluminense: Paulo Goulart, Marinho, Adilço, Tadeu e Rubens Galaxe; Delei, Gilberto e Mário Marques; 
  Robertinho, Neinha (Cristóvão) e Zezé. Técnico: Nelsinho.  
                   
  Mixto  3  x  0  CSA 58
   
  04/Fevereiro/1981   
  Campeonato Brasileiro - Taça de Ouro - 1ª Fase  
  Local: José Fragelli (Cuiabá) Árbitro: Carlos Alberto Silva (AM)  
  Renda: Cr$ 1.039.200,00 Público: 8.808  
  Gols: Bife 21 do 1° Tempo; Tostão 11 e Bife (pênalti) 33 do 2° Tempo.  
  Mixto: Ernâni, Arildo, Orlando Fumaça, Miro e Luís Carlos Beleza; Fabinho, Marcinho (Udélson) e Tostão;
  Gonçalves, Bife e Toninho Campos (Da Costa). Técnico: Hélio Machado.  
  CSA: Iane, Antunes, Osmar Barão, Dick e Zezinho (Beto); Ronaldo Alves, Jorge Siri e Rômel; Jacozinho,
  Alberto (Zé Roberto) e Luís Paulo. Técnico: Valmir Louruz.  
                   
  Mixto  1  x  1  Santos 63
   
  07/Março/1981   
  Campeonato Brasileiro - Taça de Ouro - 2ª Fase  
  Local: José Fragelli (Cuiabá) Árbitro: Maurílio José Santiago (MG)   
  Renda: Cr$ 1.931.700,00  Público: 15.520  
  Cartão Amarelo: Toninho Vieira e Tucho.  
  Gols: João Paulo 29 do 1º Tempo; Ademar 29 do 2º Tempo.  
  Mixto: Élton, Luís Carlos Beleza, Orlando Fumaça, Tucho e Jairo; Fabinho, Fidélis e Ademar; Gonçalves, 
  Vanderlei (Da Costa) e Tostão. Técnico: Hélio Machado.  
  Santos: Ademir Maria, Paulinho, Joãozinho, Miro e Washington; Toninho Vieira, Mococa e Claudinho; Ronaldo
  (Rubens Feijão), Aluísio (Roberto Biônico) e João Paulo. Técnico: Sérgio Clérici.  
                   
  Botafogo  0  x  0  Mixto 64
   
  12/Março/1981   
  Campeonato Brasileiro - Taça de Ouro - 2ª Fase  
  Local: Marechal Hermes (Rio de Janeiro-RJ) Árbitro: Almir Ricci Peixoto Laguna (SP)  
  Renda: Cr$ 891.750,00 Público: 5.945   
  Cartão Amarelo: Gaúcho, Fidélis, Mendonça, Paulo Sérgio e Jairo.  
  Botafogo: Paulo Sérgio, Perivaldo, Gaúcho, Zé Eduardo e Gaúcho Lima; Rocha, Ademir Lobo e Mendonça; 
  Édson Ferreira (Jérson), Mirandinha (Marcelo) e Ziza. Técnico: Paulinho de Almeida.  
  Mixto: Élton, Luís Carlos Beleza, Orlando Fumaça, Miro e Jairo; Fabinho, Fidélis e Ademar; Gonçalves,
  Vanderlei (Da Costa) e Tostão. Técnico: Hélio Machado.  
                   
  Mixto  4  x  4  Operário de Várzea Grande 87
    (Na prorrogação: Mixto 1 x 0 Operário de Várzea Grande)  
   
  22/Julho/1981   
  Campeonato Matogrossense - 1ª Fase - Final  
  Local: José Fragelli (Cuiabá) Árbitro: Aírton de Souza Franco  
  Renda: Cr$ 1.652.400,00 Público: 14.520  
  Expulsão: Arlem.  
  Gols: Gonçalves 5, Puruca 6, Gilmar (pênalti) 14 e Pastoril (pênalti) 37 do 1° Tempo; Tostão 18, Jorge 24,
  Jorge (contra) 41 e Ademar 42 do 2° Tempo.  
  Gol na Prorrogação: Tostão 2 do 1° Tempo.  
  Mixto: Élton, Gilmar, Tucho, Miro e Válter; Lindário, Marcinho e Tostão; Gonçalves, Vanderlei e  
  Toninho Campos (Durval). Técnico: Fabinho.  
  Operário de Várzea Grande: Piranha, Gilberto, Jorge, Genival e Túlio; Beto Caçapava, Ademar e Pastoril;
  Arlem, Puruca (Zé Carlos) e Ivanildo (Anderson). Técnico: Aderbal Lana.